Exibindo todos 11 resultados

Sonhos da diamba, controles do cotidiano: Uma história da criminalização da maconha no Brasil Republicano

R$70.00
A cannabis sativa, chamada popularmente de maconha, tem hoje seu cultivo e consumo proibidos no Brasil. Sua legalização vem sendo discutida em diversos meios de comunicação, entre juristas e médicos, políticos e eleitores. Neste livro, o autor revira arquivos históricos, a fim de investigar a forma com que a guerra às drogas e a proibição da erva afetou a sociedade brasileira na história recente. O texto reflete a política higienista adotada pelos governos ao longo dos anos, reavaliando o pensamento proibicionista da droga.

Moletom Preto CrocBuds

R$299.90
Moletom Tradicional Flanelado com Bordado Especial - PRETO (50% Poliéster e 50% Elastano)   Cor Predominante: Preto Cor interna do capuz: Verde Cor interna do capuz: Roxo e Amarelo

Rodas de fumo: o uso da maconha entre camadas médias

R$40.00
Este estudo apresenta um painel de dados e interpretações que podem ser úteis para repensar programas de informação e prevenção do uso de drogas no sentido de incorporar ativamente vivências e pontos de vista dos próprios usuários.

Moletom Roxo CrocBuds

R$299.90
Moletom Tradicional Flanelado com Bordado Especial - ROXO (50% Poliéster e 50% Elastano)   Cor Predominante: Roxo Cor interna do capuz: Verde

Moletom Verde CrocBuds

R$299.90
Moletom Tradicional Flanelado com Bordado Especial - VERDE (50% Poliéster e 50% Elastano)   Cor Predominante: Verde Bandeira Cor interna do capuz: Roxo e Amarelo

Fumo de Angola: canabis, racismo, resistência cultural e espiritualidade

R$150.00
Composta por 23 artigos, a obra trata de temas que destacam as inter-relações entre maconha e racismo; religiosidade e xamanismo; maconha como “problema de segurança pública”; etnobotânica; toxicomania; “desbunde e caretice”; cultos afro-brasileiros; autocultivo doméstico; e etnografias sobre áreas culturais diversas: Jamaica, México e Himalaia. A coletânea também aponta a maneira como a proibição da maconha e outras drogas funciona como estratégia de controle político e social sobre segmentos considerados “perigosos” em diferentes momentos da história.